segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Atividade Paranormal 4

É uma continuação de Atividade Paranormal 2 (e não do 3), se passando alguns anos depois dos eventos daquele filme. Mas as histórias são tão parecidas e os personagens tão secundários que eu acho um pouco demais esperar que a plateia se lembre de quem era quem em cada um dos filmes - e se importe por eles.

É melhor que a parte 3, que abusava de sustos baratos e tinha personagens que agiam de maneira incoerente. Fora isso, é mais do mesmo e minhas queixas continuam iguais (leia meus comentários sobre o 2 e o 3). Não há um enredo, o que limita as possibilidades do filme e reduz a experiência a aguardar passivamente o próximo susto - que nem sempre é tão forte quanto gostaríamos. Há algumas sacadas novas que são divertidas (como o efeito visual da sala forrada com pontinhos luminosos, provocados pelo sensor do video game).


Mas ideias visuais e estratégias pra provocar medo não compensam a falta que faz uma história, então infelizmente (digo infelizmente porque eu sempre quero gostar de filmes que trazem fantasia e aventura para o ambiente domiciliar) depois de meia hora o filme acaba se tornando monótono - especialmente para aqueles que não acreditam em espíritos (pra quem acredita, pelo menos o filme está falando de um assunto sério e dando explicações assustadoras para as portas que batem sozinhas e para as crianças que acordam no meio da noite).

Paranormal Activity 4 (EUA / 2012 / 88 min / Henry Joost, Ariel Schulman)

INDICAÇÃO: Pra quem gostou dos outros da série, Apollo 18, Quarentena, etc.

NOTA: 4.5

2 comentários:

Milton Junior disse...

decepcionante mesmo o filme... Retirando alguns sustos pontuais, no resto é monótono chegando a ser maçante em alguns momentos.

Caio Amaral disse...

Pois é Milton.. Outros filmes do gênero "found footage" conseguem contornar melhor essa questão de não poder haver um enredo tradicional. Mas o filme custou 5 milhões de dólares e faturou mais de 100.. Vai convencer os produtores que está monótono, rsss.