quinta-feira, 30 de maio de 2013

Além da Escuridão - Star Trek

Segundo filme da nova série Star Trek, que traz de volta J.J. Abrams na direção além de Chris Pine (Capitão Kirk) e Zachary Quinto (Spock) no elenco. O primeiro pra mim é um dos melhores filmes de ficção dos últimos anos e esse aqui não se afasta muito da fórmula, apostando de novo no que funcionou da primeira vez.

Os cartazes e o título Além da Escuridão davam a impressão de uma continuação mais sombria, mas no fim não há essa mudança de tom (o que eu acho bom - só sinto falta de novas ideias, variações, algo que desse um sabor diferente pra produção, pois quando o filme acaba a gente fica com a impressão de já ter visto algo parecido antes).

Ainda assim é um outro nível de entretenimento, feito por gente que sabe muito bem conduzir uma história e criar interesse pelos personagens. O centro emocional continua sendo a amizade entre Kirk e Spock - personalidades opostas mas que se complementam de alguma forma e criam uma dinâmica fascinante. Kirk é intuitivo, extrovertido, caloroso, Spock é completamente frio, lógico, diz que não tem sentimentos - mas o segredo é que Quinto o interpreta de uma forma que a gente nunca acredita completamente nisso. Nós não o vemos como um robô sem vida, mas como uma pessoa machucada, extremamente rígida consigo, que finge não sentir afeto, mas que no fundo é sensível e se importa profundamente pelo amigo (há um diálogo em que Spock admite que reprime seus sentimentos, e é o tipo de texto que não se encontra em filmes de ação comuns e adiciona toda uma dimensão pra história).


Os fãs deverão vibrar também com o vilão (feito pelo impressionante Benedict Cumberbatch) que é um personagem conhecido e que já apareceu antes na série de TV original e também em um dos longas.

Ou seja, os personagens são carismáticos, a história funciona, as cenas de ação são tensas... J.J. Abrams ainda não é um James Cameron ou Spielberg, mas da nova geração parece o mais competente pra comandar esse tipo de filme-evento (tanto que acabou sendo a escolha natural pra dirigir o próximo Star Wars).

Star Trek Into Darkness (EUA / 2013 / 132 min / J.J. Abrams)

INDICAÇÃO: Pra quem gostou de Star Trek, 007 - Operação Skyfall, Prometheus, Homens de Preto 3.

NOTA: 8.0

6 comentários:

Stella Daudt disse...

Só 8, Caio? Com tudo o que você mencionou já me empolguei com o filme e calculei pelo menos uma nota 9!

lcattapreta disse...

Gostei tanto desse quanto do primeiro :D
Tava aplaudindo de pé no final da sessão rsrs

Daniel Formiga disse...

O vilão é tão bom quanto dizem? (a qualidade desse tipo de filme geralmente passa muito pelo nível do antagonista)

Caio Amaral disse...

Oi Stella..! 8 pros meus padrões é uma nota bem alta, hehe.. já é candidato a top 10 do ano = )

Laura, o final é bem legal mesmo.. ótima ideia reservar o tema original da série pra tocar só no finalzinho (como já fizeram no primeiro).

Daniel, achei mto bom esse vilão.. Não só é inteligente e fisicamente ameaçador, como não é aquela figura do mal óbvia.. você fica meio na dúvida quanto às intenções dele.. o ator também foi ótima escolha.

Rodrigo E. disse...

Realmente Caio, ótimo filme! E que trilha sonora fantástica(na reta final, na parte da luta em cima das naves, quando começa aquela música tema do Khan, da quase vontade de pular da poltrona)!

Preserva as mesmas qualidades do primeiro filme, mas minha crítica também continua mesma: o filme é pobre em detalhes. Senti falta de uma explicação mais detalhada sobre o passado do vilão, e também fiquei meio perdido no final ao ver o pessoal saindo numa missão de 5 anos no espaço sendo que se falava de uma guerra iminente entre a terra e aquela outra raça com quem lutaram anteriormente.

Mas mesmo assim, o filme é bem acima da média!

Caio Amaral disse...

Oi Rodrigo.. Quanto ao passado do vilão.. acho que o filme assume que o público já tenha ouvido falar no Khan, sei lá.. Também perdi alguns detalhes da trama.. Mas não aqueles importantes pra gente se interessar na história, nos personagens, etc. Abs!