quarta-feira, 16 de outubro de 2013

É o Fim (anotações)

- Divertido o conceito dos atores interpretarem a si mesmos (embora não estejam de fato, o que torna tudo mais engraçado).

- Hahaha: ideia de que Michael Cera é um viciado pervertido na vida real.

- Anarquia total (não só dos personagens como do roteiro em si - tudo é permitido).

- Atores são perfeitos juntos. Impossível reproduzir esse tipo de química sem que eles tenham experiência juntos e se conheçam muito bem. São tipo uns Irmãos Marx, só que com violência e baixaria.

- Risos: discussão absurda sobre estuprar Emma Watson.

- Graça vem do contraste entre eles serem garotos machões e terem atitudes: gays / imaturas / burras / de mau gosto.

- Risos: Jonah Hill rezando pra Deus matar Jay - filme é criativo e tem sacadas originais, dentro do aparente besteirol.

- Seria interessante se a história fosse algum tipo de metáfora ou tivesse um significado mais amplo - tipo um Dr. Fantástico - pro apocalipse soar menos aleatório. 

- Algumas piadas no final começam a soar desesperadas e fora de contexto (Whitney, Backstreet Boys).

CONCLUSÃO: Fim do mundo é apenas um contexto qualquer pras piadas - filme funciona pois aposta nos diálogos e no poder cômico do elenco. 

(This Is the End / EUA / 2013 / Evan Goldberg, Seth Rogen)

FILMES PARECIDOS: Projeto X, Segurando as Pontas, Anjos da Lei, Superbad - É Hoje.

NOTA: 7.0

2 comentários:

Thiago P. disse...

Eu ri muito. O mais curioso foi o fato desse filme ter entrado em cartaz nos cinemas. Quase nunca os filmes deles entram em cartaz e eu lembro que Ligeiramente Grávidos e Superbad estrearam no cinema no mesmo dia! Sendo que um compete diretamente com o outro pelo público.

É um dos mais engraçados deles, e realmente é tudo muito natural parece mais até um making off gigante! Até a discussão da sexualidade do James Franco saiu natural, um assunto polêmico e esgotado. Mas o destaque mesmo ficou pro Cera.

Eu só senti falta de uma história mais lógica, tipo aqueles "deus ex machina" que deixa a história tudo bem no final.

Caio Amaral disse...

Quais deles que não saíram no cinema..? Segurando as Pontas..? Funny People? Não sei direito dessa história do James Franco.. ele é bi? A história é bem nonsense mesmo.. Por isso lembrei do Dr. Fantástico.. que é uma maluquice mas tem uma discussão política que dá um sentido pra tudo.. ou se o filme tivesse um propósito mais específico de parodiar religião.. tipo A Vida de Brian.. Mas me diverti bastante mesmo assim.. o Cera tá demais, rs.