domingo, 27 de outubro de 2013

Kick-Ass 2 (anotações)

- Nem é um filme de aventura sério de super-heróis, nem uma paródia completa. Filme fica num meio termo contraditório. Atitude "tongue-in-cheek".

- Não dá pra se envolver de fato com os personagens e com a história pois tudo é apresentado como uma piada. Protagonistas não são pra ser levados a sério. Mas filme também se recusa a ser uma comédia e tratá-los como objetos de riso. Tarantino consegue se safar melhor com esse tipo de atitude porque escreve diálogos inteligentes e é talentoso como diretor, o que torna os filmes mais interessantes de ver.

- Violência me parece menos grotesca que da parte 1, mas ainda assim exagerada. É uma forma do filme ser "descolado", não parecer inocente.

- Pelo menos 1 cena dramática: Mindy humilhada pelas amigas do colégio. E sua vingança. O problema é que a gente não sabia até esse ponto que Mindy tinha essa vulnerabilidade.. Que se sentia excluída e sofria com isso. É um tema que podia ter sido exposto desde o começo. Teria tornado a personagem mais realista e interessante.

- Mais pro fim o filme tenta ser inspirador, transformar protagonistas em figuras heroicas de verdade. Mas logo que o vilão entra em cena ("The Motherfucker"), a gente lembra que tudo no fundo é uma palhaçada e o clima é quebrado. Filme nos lembra de novo que não é pra ser levado a sério. Intenções contraditórias.

CONCLUSÃO: Filme sofre de romantismo culpado: por um lado quer criar heróis, mas cinismo não o permite levar os personagens totalmente a sério, então recheia o filme com elementos anti-românticos (violência exagerada, personagens ridículos, etc). Ainda assim, me pareceu mais bem intencionado que a parte 1.

(Kick-Ass 2 / EUA, Reino Unido / 2013 / Jeff Wadlow)

FILMES PARECIDOS: Scott Pilgrim Contra o Mundo, Kick-Ass - Quebrando Tudo, Kill Bill.

NOTA: 5.5

Nenhum comentário: