domingo, 21 de setembro de 2014

Maze Runner: Correr ou Morrer (anotações)

- Muito interessante o começo sem introdução, já no meio de um clímax! Funciona pois o personagem está com amnésia, ou seja, tão perdido quanto a plateia.

- Produção de primeira (gostei da fotografia - tem uma cara mais natural, não tem cara de vídeo game como eu imaginava). Ator funciona bem.

- Premissa lembra muito o filme Cubo. E também Lost e Jogos Vorazes, obviamente. A intenção é boa mas a história parece muito pré-fabricada (o novato que é o "escolhido" e vai desafiar o sistema, etc). É como se o roteiro estivesse seguindo um manual básico de como criar um sucesso adolescente.

- Ótima a primeira cena da "aranha". Bem tensa!!! Toda a ação do filme é especialmente bem dirigida.

- Esse labirinto é visualmente incrível. Chega a ser um ambiente mais interessante que o do Jogos Vorazes na minha opinião. Ótimo design de produção. O filme só não é melhor que o Jogos porque o protagonista não é dos mais carismáticos - talvez por não ter vulnerabilidades. Ele está sempre 100% confiante, preparado. As caracterizações são meio rasas, sem muita psicologia.

- SPOILER: Trama vai ficando cada vez mais interessante. O final é bem envolvente quando eles acham a saída do labirinto.

- SPOILER: Explicação frustrante no final para o motivo deles terem construído o labirinto. Será que teriam gasto bilhões numa estrutura daquele tamanho, só pra entender o comportamento de algumas pessoas? É muito forçado. Também me pareceu meio forçada essa aparição surpresa do "vilão" no fim, e a morte do Chuck. Ele nem era um personagem tão central pro protagonista ter uma reação tão desesperada.

- SPOILER: Ainda assim o filme termina numa nota alta, com a reviravolta final e o gancho pra parte 2.

CONCLUSÃO: Sem dúvida o melhor "descendente" de Jogos Vorazes até agora.

(The Maze Runner / EUA / 2014 / Wes Ball)

FILMES PARECIDOS: O Doador de Memórias, Divergente, Jogos Vorazes.

NOTA: 7.5

Nenhum comentário: