quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Os Favoritos de 2014


Meus filmes favoritos vistos em 2014:

- Hoje Eu Quero Voltar Sozinho: Filme perfeito dentro de sua simplicidade, retratando personagens carismáticos e relacionamentos fascinantes. Roteiro impecável, elenco perfeito, ótima fotografia, final inesquecível. NOTA: 10

- Ninfomaníaca - Volume 1: Um dos filmes mais inteligentes e criativos que já vi. NOTA: 10

- Relatos Selvagens: Coleção genial de curtas sobre violência e vingança. Qualquer um dos 6 estaria entre os melhores que já vi. NOTA: 9.0

- Walt Nos Bastidores de Mary Poppins: Filme impecável, divertido, informativo, com uma profundidade emocional surpreendente, ótima produção e ótimo elenco. NOTA: 8.5

- O Abutre: Valores discutíveis, mas um suspense com um ótimo roteiro e muito bem realizado em todos os aspectos técnicos. NOTA: 8.5

- Mommy: Filme alternativo, denso, extremamente autêntico, com um show de atores, personagens e direção. Se tivesse uma narrativa igualmente inspirada seria ainda melhor. NOTA: 8.0

- Ela: Retrato brilhante e sensível de um relacionamento entre um homem e uma máquina (e um retrato de relacionamentos em geral). Só discordo um pouco do tom de crítica à tecnologia. NOTA: 8.0

OS PIORES:
Amante a Domicílio
Eu, Mamãe e os Meninos
Riocorrente
Jersey Boys: Em Busca da Música
Transformers: A Era da Extinção
Festa no Céu
Rio, Eu Te Amo

OS MAIS SUPERESTIMADOS:
O Lobo de Wall Street
12 Anos de Escravidão
Frozen: Uma Aventura Congelante
O Grande Hotel Budapeste
Interestelar
Uma Aventura Lego
Guardiões da Galáxia

O MAIS BIZARRO:
O Homem Duplicado

3 comentários:

Anônimo disse...

Frozen foi realmente muito superestimado. As pessoas saíram dizendo que o filme seria revolucionário, por conta de coisas que a própria Disney já havia feito melhor em filmes antigos. Heroismo feminino houve melhor em Mulan. Subversão do estereótipo de heroismo masculino foi muito mais bem feita com o Gaston de "A Bela e a Fera", que também satirizou melhor a fantasia de amor romântico instântaneo, na cena em que Gaston pede a mão de Bela, mas tendo antes organizado toda a festa de casamento, com padre e tudo, na porta da casa dela:
https://www.youtube.com/watch?v=yoeIg7u89Rw

Caio Amaral disse...

Pois é.. o que há de mais "revolucionário" em Frozen acho que é o fato da Princesa Disney não ser uma figura exemplar, e sim uma garota problemática, confusa, amarga, etc - o que pra mim não é uma revolução pra melhor..

Anônimo disse...

Nunca simpatizei com os transformers, nem na época do desenho animado. Sempre achei que era uma coisa feita com uma intenção tão escancarada de vender brinquedos, que não me atraiu.