terça-feira, 22 de abril de 2014

Divergente (anotações)

- Filme parte de uma premissa irreal. Diz que, se as pessoas fossem separadas em facções, haveria paz e harmonia. Mas isso é uma fórmula pra gerar conflito. A personalidade humana é algo complexo. Todo mundo é uma combinação de vários elementos diferentes - pouquíssimas pessoas iriam se identificar com apenas 1 das facções.

- Falta de autenticidade: filme copia muito Jogos Vorazes. Até a atriz parece uma dublê da Jennifer Lawrence.

- Protagonista não parece ser tão especial assim por ser "divergente". Dentro desse contexto, praticamente todo mundo que eu conheço seria divergente. Estranhas são essas pessoas do filme que só se enquadram em 1 categoria. Filme acaba não tendo nada de interessante a dizer (a respeito de caráter, valores) que se aplicaria à vida do espectador.

- Ridículos esses membros do Audácia que só sabem correr, lutar, fazer coisas perigosas, todos vestidos de preto. Isso não é ter audácia. Se jogar de cima de um prédio sem saber se há uma rede embaixo só prova que a pessoa é louca e inconsequente.

- Filme muito limitado intelectualmente pra lidar com os temas que resolveu abordar (psicologia, política, etc).

- Atriz não tem a força de uma Jennifer Lawrence. Ela tem um tipo mais submisso, feminino. Pra mim não está convencendo nesse papel de guerreira. Roteiro também não ajuda a torna-la um personagem interessante. Acaba sendo uma figura meio distante, sem muito carisma.

- Filme diz que ela é "divergente" e pertence às 5 facções, mas não ilustra essas qualidades dela. O tempo todo ficamos no Audácia, onde ela se mostra fraca, abaixo da média. E nas outras facções? Ela se sairia melhor?

- Trama pouco interessante. Heroína não tem uma meta envolvente. Não há um vilão ou um obstáculo forte. Não há relacionamentos muito interessantes entre ela e os outros personagens (filme foca mais em relações de rivalidade).

- Kate Winslet não combina com uma vilã desse tipo.

CONCLUSÃO: Tentativa de repetir o sucesso de Jogos Vorazes, mas filme é inferior em todos os aspectos importantes (trama, personagens, elenco, produção, etc).

(Divergent / EUA / 2014 / Neil Burger)

FILMES PARECIDOS: Ender's Game - O Jogo do Exterminador, Os Instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos, A Hospedeira, Eu Sou o Número Quatro.

NOTA: 6.0

domingo, 13 de abril de 2014

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho (anotações)

- Protagonista adorável! Tem várias vulnerabilidades (é cego, novo, sofre bullying, etc), mas filme não faz dele um loser. Ele é inteligente, tem auto-estima, quer ser independente, etc.

- Interessante: nunca vi máquina de escrever em braile. Aliás, toda a ideia de retratar um garoto cego na escola me parece bastante original (sem contar o fato dele ser gay).

- Close na orelha do Leonardo quando Gabriel abre a porta da sala de aula pela primeira vez: ótimo toque de direção.

- Os 3 personagens centrais são muito carismáticos! Atores ótimos. E o que eu mais gosto é a inocência, a pureza dos relacionamentos - algo completamente sem maldade e cinismo. A menina que faz a Giovana é brilhante!

- Adoro que o filme foge do clichê brasileiro de se passar em lugares feios, mostrando miséria, etc, e nos leva pra ambientes agradáveis onde gostaríamos de estar.

- SPOILER: Demais a cena em que os dois vão ao cinema e o Gabriel narra o que está acontecendo na tela. Filme consegue projetar amizades / relacionamentos encantadores.

- Cena do moletom linda. Faz tempo que não vejo um retrato tão bem feito de um primeiro amor.

- SPOILER: Cena do selinho muito boa. Adoro o suspense que o filme vai criando em cima do romance. Já foi mais de 1 hora e 20 de filme e quase nada ainda aconteceu... E o interesse na história só aumenta.

- Até o "vilão" do filme (o bully) é muito carismático!!

- Situação é envolvente porque Gabriel não mostra o que sente. Filme mantém a possibilidade de rejeição algo palpável.

- Diálogos simples mas divertidíssimos e muito bem escritos.

- SPOILER: UAU, cena final dos dois dando a mão espetacular! Cinema inteiro aplaudindo!

CONCLUSÃO: Filme perfeito dentro de sua simplicidade, mostrando personagens e relacionamentos fascinantes. Uma aula de carisma. Roteiro impecável, elenco perfeito, ótima fotografia, final inesquecível.

(Hoje Eu Quero Voltar Sozinho / BRA / 2014 / Daniel Ribeiro)

FILMES PARECIDOS: O Segredo de Brokeback Mountain, C.R.A.Z.Y. - Loucos de Amor, E.T. - O Extraterrestre.

NOTA: 10

sábado, 12 de abril de 2014

Capitão América 2: O Soldado Invernal (anotações)

- Legal o filme se passar no presente (pra contrastar com o primeiro). Scarlett Johansson também traz valor pra produção. Ótima ideia.

- Cenas de ação bem superiores ao primeiro filme. Muito bem feitas e coreografadas. Esse parece ser o destaque da produção.

- Capitão não é "herói envergonhado". Filme enfatiza as qualidades dele, não os defeitos. Gosto também que ele defende a liberdade e ideais americanos.

- A ação é espetacular, mas não é muito integrada à narrativa. As cenas de ação acontecem de tantos em tantos minutos pra manter a plateia acordada, mas não necessariamente porque é um momento importante do roteiro, etc.

- Capitão não é tão interessante como personagem pois não tem muitas vulnerabilidades ou conflitos. E também não tem vontades e desejos pessoais - é alguém que age pra servir os outros, por um senso de responsabilidade.

- Trama é desinteressante, burocrática demais pra uma fantasia desse tipo.

- SPOILER: Ótima a ideia do cérebro preservado em vários computadores!

- SPOILER: Não gosto que a grande luta do filme é pra ver quem pega um chip. Um chip nunca é um "tesouro" muito empolgante.

CONCLUSÃO: Filme de ação bem feito, com herói positivo, mas bastante comum e superficial.

(Captain America: The Winter Soldier / EUA / 2014 / Anthony Russo, Joe Russo)

FILMES PARECIDOS: Os Vingadores, Homem de Ferro 3, etc.

NOTA: 6.5

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Tudo por Justiça (anotações)

- Ótima a cena de abertura no drive-in!! Você sabe imediatamente que o filme não será um clichê.

- Relação entre Christian Bale e o irmão muito bem estabelecida (de maneira eficiente e econômica) na cena da corrida de cavalos.

- Aliás, todas as relações no filme são interessantes e muito bem estabelecidas: diálogo entre Bale e a namorada na cama, cena em que Bale visita o pai doente, etc. Protagonista imediatamente gostável.

- SPOILER: Batida de carro inesperada! Filme corta direto pro presídio; história se torna imprevisível.

- Adoro a atitude de Bale na prisão. Ele não age como um injustiçado; simplesmente aceita os fatos e cumpre sua pena. Personagem é muito responsável e correto.

- Todos os personagens são convincentes e os atores estão muito bem: Bale, Casey Affleck, Woody Harrelson, Zoe Saldana, etc. Filme tem várias cenas dramáticas.

- SPOILER: UAU - cena em que Bale reencontra Zoe Saldana e ela diz que está gravida! Uma das mais bem interpretadas do ano!! Acho que Bale merecia ter sido indicado ao Oscar por esse filme muito mais do que por Trapaça.

- Desde o começo parece que algo trágico está pra acontecer (até porque o título em português sugere isso), mas já foi 1 hora de filme e a história ainda não começou. Será que o filme será apenas um estudo de personagens ou terá uma trama eventualmente?

- SPOILER: Muito boa cena da morte de Casey Affleck! Agora o filme ganhou uma trama (até o meio estava beirando o naturalismo). Woody Harrelson excelente vilão - dá ódio dele de tão imoral.

- Única atitude do protagonista que não gosto é em relação ao policial. Ele não precisava ter dado motivos pro policial ficar contra ele.

- Final tenso e satisfatório.

CONCLUSÃO: Drama bem feito, com ótimos atores e personagens, uma história envolvente, pesada, mas limpa moralmente.

(Out of the Furnace / EUA, Reino Unido / 2013 / Scott Cooper)

FILMES PARECIDOS: Os Suspeitos, Os Infratores, Drive, O Vencedor, Inverno da Alma, Senhores do Crime, Marcas da Violência.

NOTA: 7.5

sábado, 5 de abril de 2014

Noé (anotações)

- Gente, de onde surgiram esses Transformers??? Isso estava na Bíblia??? Filme tem várias criaturas exóticas, parece O Hobbit!

- Noé matou os caras só porque eles queriam caçar um animal?!

- Que maluquice essa história! Parece coisa da Cientologia. Filme nem tenta tornar os eventos mais realistas... Simplesmente aceita a natureza fantástica da história (o que é bom, pois seria impossível tornar isso tudo plausível).

- De qualquer forma o filme é envolvente. A missão dele é grandiosa, o propósito é claro, etc.

- Ótima a cena das pombas seguindo o fluxo de água e encontrando a arca!!

- A trama é tão exagerada e absurda que acaba sendo irresistível de assistir, tipo um Sharknado.

- Parte da construção da arca não é tão interessante enquanto narrativa, pois o protagonista não tem grandes desafios. É ajudado por milagres, etc, então tudo parece muito fácil e automático.

- Que absurdo, Noé acha que matar alguém em auto-defesa é errado, pois "matar" é sempre errado... Visão intrínseca de moral.

- Sequência de ação / batalha antes do dilúvio bem feita e tensa.

- SPOILER: Surpresa legal o vilão estar dentro da arca! Meio Aliens - O Resgate.

- Noções de moral de Noé são bem suspeitas. Por que animais são puros e homens não? Animais também não matam? E também não vejo nada de imoral em matar animais pra comer. Nisso eu concordo mais com o vilão.

- SPOILER: Isso sim é um clímax!!! Filho traindo o pai / luta entre Noé e vilão / bebê nascendo ao mesmo tempo...

- SPOILER: Forte a cena dele se preparando pra matar os bebês! Mas a moral é péssima - Noé deveria matar os bebês pra seguir seus princípios, mas é fraco então não o faz. Ou seja, a humanidade é má, mas acaba sobrevivendo pois é fraca demais pra se auto-exterminar.

- Gente, com quem as meninas vão ter filhos? Com os tios? Ou outras pessoas ao redor do mundo sobreviveram? (Deviam ter outras pessoas com barcos, né?)

CONCLUSÃO: Produção grandiosa, com bons atores, história dramática, divertida, incrivelmente bem contada - desde que você desconsidere a plausibilidade dos eventos e também certas noções de moral.

FILMES PARECIDOS: O Hobbit, 2012, Apocalypto, Gladiador.

(Noah / EUA / 2014 / Darren Arronofsky)

NOTA: 7.5