terça-feira, 1 de setembro de 2015

Expresso do Amanhã


ANOTAÇÕES:

- Alerta Vermelho: com a ideia do trem (que representa um microcosmo da sociedade), o filme cria uma versão distorcida e conflituosa da realidade pra fazer um ataque ao capitalismo, aos ricos, à indústria, etc. A ideia sugerida aqui é a de que os ricos são ditadores sanguinários que só têm o que têm porque exploram e abusam do resto da população, então esses devem se rebelar e tomar o que é deles.

- O filme não apresenta direito o personagem principal e já assume que estaremos torcendo pela causa dele, simplesmente por ele ser um "revolucionário". A meta dele de tomar a locomotiva não é tão interessante assim. E depois? Ele planeja ir pra algum lugar fora do trem? Construir uma vida? Criar uma família? O filme se passa num lugar horrível, claustrofóbico, com pessoas desagradáveis, e não há algo de muito positivo pra se esperar além do conflito.

- Chocante a cena do braço congelado! Pelo menos o filme (que foi baseado numa história em quadrinhos) tem criatividade e uma visão imaginativa do futuro.

- Meio falso os policiais estarem há anos sem balas nas armas! E depois as balas aparecerem do nada. Em nenhum momento precisaram dar um tiro nesse tempo todo?

- Forçada a ideia do vagão que parece um aquário do Sea World... E toda a noção de que o trem é autossuficiente e de que lá fora é tão frio que seria impossível sobreviver. É um universo muito irreal pra se tirar qualquer mensagem que se aplique ao nosso mundo.

- Por que essas pessoas esfaqueando o peixe?? E essa performance exagerada da Tilda Swinton? Às vezes o filme exagera demais na bizarrice. A cena na escola com as crianças é ridícula.

- As cenas de ação não são boas. Impressionam apenas pela violência. Não dá pra curtir o filme apenas pela ação como em Mad Max: Estrada da Fúria. É tudo muito irreal.

- Altruísmo: na filosofia do filme, a pessoa que não está disposta a amputar o próprio braço por outra é considerada inferior, "egoísta"!

- Por que pessoas que tinham morrido começam a acordar no final? Não estou entendendo mais nada.

- Até parece que o Ed Harris estaria disposto a passar o comando do trem pro Chris Evans.

- SPOILER: Por que agora as pessoas conseguem aguentar o frio lá fora? Era tudo uma farsa? Mas por que elas entraram no trem em primeiro lugar? No começo estava frio demais, mas ao longo dos anos o clima foi esquentando e ninguém percebeu? Esses 2 foram os únicos sobreviventes do trem inteiro? Eles conseguirão sobreviver? Final confuso e insatisfatório.

CONCLUSÃO: Visão imaginativa do futuro, mas com uma história pouco empolgante, pouco inteligente e com uma teoria política falsa.

(Snowpiercer / Coreia do Sul, República Checa, EUA, França / 2013 / Joon-ho Bong)

FILMES PARECIDOS: Jogos Vorazes / Elysium / A Viagem / O Preço do Amanhã / Filhos da Esperança / Ensaio Sobre a Cegueira / O Nevoeiro

NOTA: 4.5

6 comentários:

Anônimo disse...

Esse novo logo parece um tambor de revolver na cabeça do infeliz. Mas ficou bem legal, hehe

Caio Amaral disse...

Cada um vê primeiro aquilo que é mais próximo da sua realidade.

Marcus disse...

Assisti este filme agora a pouco pra poder entender melhor o vídeo do Cinemasins e dar mais risadas: https://www.youtube.com/watch?v=_KlmEm7VhK8

***E passei aqui pra comentar que o diretor deste filme também é asiático***

E considerando que ele é da Coréia do sul, que foi ocupada pelo japão na segunda guerra. Dá pra observar que alguns dos "porcos capitalistas e opressores" são japoneses, pela cena em que traduzem a mulher lá. E a cena do braço não é novidade, e sim uma recriação de uma cena do filme "Campo 731 - Bactérias, A Maldade Humana", que trata inclusive sobre a ocupação do japão na China, os aliados da Coréia na guerra.

Começa aos 3'50" https://www.youtube.com/watch?v=LXpxjRoZWZk

Não é fato que descobriram os limites do ser humano no frio com experimentos nazistas?

Cheguei a conclusão que o filme é uma crítica ao totalitarismo disfarçada de crítica ao capitalismo porque o diretor é um frouxo inseguro. Mas vai saber...

Caio Amaral disse...

Oi Marcus! Bizarra essa cena do Campo 731... nunca vi o filme.
Olha, se o filme fosse uma crítica ao totalitarismo apenas, ele teria deixado isso claro.. esse é o argumento que eu faço na postagem Alerta Vermelho.. Se o filme junta tudo no mesmo saco: ricos, indústria, dinheiro, opressão, injustiça, ele certamente não está bem intencionado em relação ao capitalismo.. e é típico da esquerda enxergar o capitalismo dessa forma, como se fosse o trem do filme. Abraço!

Unknown disse...

É realmente confuso!! Onde eles conseguem comida? Para onde o trem está indo? Qual o combustível do trem??

Caio Amaral disse...

Pois é.. não dá pra ser muito fiel à realidade promovendo ideias desse tipo..