quinta-feira, 1 de março de 2012

Drive


O ator mais quente do momento (Ryan Gosling) interpretando um fora-da-lei com uma jaqueta descolada, carros, ultraviolência, estilo retrô, um toque europeu (o diretor é dinamarquês), e você tem o filme mais "cool" dos últimos tempos.

A história é sobre um piloto calado e habilidoso que, além de ser dublê em cenas de carro em Hollywood, trabalha numa oficina mecânica e presta serviços pra mafiosos, dirigindo em assaltos e fugas.

O filme é extremamente estiloso, com uma estética anos 70/80 meio underground (me lembrou coisas antigas do Luc Besson, Cronenberg, Scorsese, Brian De Palma - o diretor claramente é cinéfilo), é super bem fotografado, com movimentos de câmera precisos, trilha sonora pop, mas por trás disso infelizmente não há um roteiro à altura; o estilo está acima do conteúdo. Tudo de fato é muito "cool", mas esse parece ser o maior objetivo do filme.

O roteiro na primeira metade é um registro arrastado do personagem; só ganha movimento mais pro final quando ele passa a ser caçado por mafiosos. Mas aí é apenas ação (ou reação); não há muito conflito ou envolvimento. O personagem é misterioso, quase robótico (não tem nem nome, remetendo às figuras míticas dos faroestes de Sergio Leone) e isso cria um distanciamento da história, tornando difícil de se importar se ele vai viver ou morrer, se vai ficar com a garota ou não, afinal não sabemos o que ele pensa (além disso ele é criminoso - não seria exatamente trágico se ele fosse pego pelos bandidos).

Vale mesmo pela beleza da direção e por algumas performances interessantes.

Drive (EUA / 2011 / 100 min / Nicolas Winding Refn)

INDICAÇÃO: Quem gostou de Deixe Ela Entrar, Bastardos Inglórios, Crash - Estranhos Prazeres, Subway, Taxi Driver, Bullitt...

NOTA: 6.5

2 comentários:

lcattapreta disse...

concordei muito, e adoro filmes assim rsrsrs.
gostei muito dos slows e da obviedade do estilo.

Caio Amaral disse...

Oi Laura! Anteontem revi Taxi Driver e fiquei impressionado como o Ryan Gosling imita o estilo do De Niro nesse filme.. Não sei se é consciente ou não.. Aliás, o filme todo parece ser meio inspirado no Taxi. Bjs