sexta-feira, 15 de julho de 2016

Caça-Fantasmas

NOTAS DA SESSÃO:

- Muito legal o prólogo na mansão assombrada / o tema original de Os Caça-Fantasmas tocando.

- O roteiro começa muito bem estruturado: a Kristen Wiig cética em conflito com o passado "esotérico" dela, a maneira como o livro acaba reconectando a Kristen à Melissa McCarthry e levando elas a embarcarem na investigação. A motivação das personagens é bem fundada... Elas não querem apenas proteger a cidade de forma altruísta. Além da curiosidade científica, achar fantasmas era o sonho de infância das duas. E além disso agora elas precisam provar pra todos que não são loucas.

- "Ed está morto há 15 anos", hahaha. As piadas são ótimas.

- Kristen Wiig e Melissa McCarthy estão excelentes (como já se podia prever) mas as outras 2 da equipe também são ótimas (a Kate McKinnon que faz a Jillian tem uns momentos geniais). Cada uma tem uma personalidade distinta e um estilo próprio de humor. O Chris Hemsworth fazendo o recepcionista também está ótimo. O diretor Paul Feig é mestre nesse tipo de humor e tem um "dream team" nas mãos.

- Debarge - Rhythm of the Night: adoro que o filme não tem medo de sair um pouco dos trilhos só pra tornar as coisas mais divertidas.

- Não há 1 cena desnecessária, confusa, repetitiva. Parece que estava sobrando conteúdo e imaginação. Cada cena tem algo novo, alguma ideia criativa, personagens gostáveis, uma boa piada, ajuda a avançar a história, termina numa nota alta. Desde Jurassic World no ano passado não via um filme com um bom senso de entretenimento.

- Curioso as TVs serem quadradas, como se o filme se passasse no passado. A gente sabe que o filme é atual porque elas assistem vídeos no YouTube, mas em geral ele parece atemporal... Felizmente ele não fica fazendo piadas baseadas em atualidades, etc, como muitas das comédias. Daqui a 20 anos ele ainda irá funcionar. Gosto também que (quase) não há baixaria e piadas de mau gosto.

- Divertida a sacada do monstro aparecer no show de rock. A sequência toda é ótima. Rolei com a Leslie Jones caindo no chão e culpando machismo/racismo!! Kkkk. E a cereja do bolo é a Jillian quebrando a guitarra.

- Demais as participações especiais do elenco original (Bill Murray, etc)! Cada um aparece num ponto diferente do filme e tem alguma fala legal (e estão integrados na história, não fica parecendo algo gratuito).

- Apesar de ser uma comédia sobrenatural despretensiosa, você percebe bastante respeito pela ciência e em tornar a história o mais convincente possível. A história das Linhas de Ley por exemplo é um conceito bem interessante. Não fica parecendo uma trama desmiolada só pra pendurar um monte de piadas, e isso faz a gente entrar no universo do filme.

- Legal o visual dos fantasmas tomando Nova York (o 3D é bom e faz algumas coisas saltarem da tela). As armas que elas usam pra capturar os fantasmas são ótimas.

- Pra que essa pose de dança que o Chris Hemsworth faz com as pessoas na rua? Parece uma cena que acabou sendo cortada. Há um ou outro detalhe meio forçado nessa sequência final, mas que não chegam a prejudicar o ritmo do filme.

- O ritmo e o nível das piadas foi muito bom o filme inteiro. (Ex: "Se você vir algo, diga algo" / o logotipo que o Chris Hemsworth cria / "Não seja o prefeito de Tubarão" / "Nosso presidente é uma planta", etc, etc). Hoje em dia é rara essa combinação de diversão com talento/inteligência.

- É engraçado o filme ter sido acusado na internet de ser "politicamente correto" (por ter tornado os Caça-Fantasmas mulheres) quando na prática ele tira o maior sarro dessas discussões e é um dos raros blockbusters recentes que não abraçam essas tendências (e nem a tendência de tornar os filmes antigos mais dark/realistas - talvez seja essa diversão sem culpa que tenha revoltado tanto as pessoas).

- Créditos finais interessantes até o último segundo.

------------------

CONCLUSÃO: Um dos melhores remakes que já vi; ótima direção, elenco estelar, história bem contada e piadas incríveis do começo ao fim.

Ghostbusters / EUA / 2016 / Paul Feig

FILMES PARECIDOS: Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros / Poltergeist: O Fenômeno (2015) / A Escolha Perfeita / Anjos da Lei / Missão Madrinha de Casamento

NOTA: 8.5

10 comentários:

Marcus Aurelius disse...

Tá aí um filme que só vou assistir por dois motivos, o primeiro é o seu 8.5, e o segundo é mencionar que o filme não vem com discurso de feminismo, empoderamento e estas coisas...

A sua crítica foi a primeira que eu li que diz o oposto do que as demais disseram a respeito do politicamente correto.

Caio Amaral disse...

Oi Marcus! O filme apenas mostra que mulheres podem ser cientistas, empreendedoras, heroínas tanto quanto homens.. Assim como Alien mostra que uma mulher pode ser uma heroína de ação.. Isso não torna o filme feminista.. é um "feminismo" no bom sentido.. Não pq existe um discurso de justiça social.. vitimização.. "nós contra eles", etc.. abs!

Anônimo disse...

nao achei q o filme era politicamente correto, mas naõ achei tambem que ele tira sarro disso tudo. q partes do filme voce achou que tira sarro e critica estas discussoes?

Caio Amaral disse...

Quando a negra se joga no público e ninguém segura ela.. e ela começa a culpar as pessoas de racismo ou machismo.. o filme está tirando sarro, e não levando a personagem a sério.. ou quando a loira brinca que em 2040 o presidente é uma planta.. está zoando com essa pressão cultural pra termos o primeiro presidente negro, a primeira presidente mulher, etc.. são detalhes como esses que jamais teriam num filme politicamente correto.. Não que o filme seja "ativista" pro outro lado.. Ele não está preocupado com política, quer apenas entreter.. abs.

Valeria Lozano M disse...

Obrigado por seu comentário, eu gosto de sua crítica. Muitos cresceram com essa grande história, agora podemos ver um reboot que, do meu ponto de vista, ver o Elenco de Caça Fantasmas em sua forma feminina como protagonistas, dá uma volta muito boa. Em adição ao elenco é excelente, possui Kristen Wiig, Melissa McCarthy, Leslie Jones e Kate McKinnon também uma vantagem e um bônus é o aparecimento de Chris Hemsworth. Eu acredito que juntos formam uma grande química na tela.

Caio Amaral disse...

Legal Valeria.. é um entretenimento de ótimo nível, uma das surpresas mais agradáveis que tive ano passado no cinema. Abs!

Anônimo disse...

Desse filme só assisti o trailer, que foi recordista de dislikes no youtube. Confesso que nunca gostei dos Caça-fantasmas, nem nunca assisti o filme inteiro, por isso tenho nenhum apelo sentimental em relação a esse filme. Também me ocorreu que pudesse se tratar de uma tiração de sarro com a correção política, mas talvez por isso mesmo não funcionou muito bem, porque é quase impossível satirizar o politicamente correto. Qualquer coisa que possa parecer absurda na correção política, muito rapidamente se tornará o mainstream do pensamento aceitável. P. ex., recentemente nos Estados Unidos um colégio cancelou uma encenação da peça "Monólogos da Vagina", sob argumento de não ser inclusiva para transgêneros, e a autora, Eve Ensler, emitiu um pedido de desculpas formal, alegando que nunca definiu uma mulher como um ser com vagina. No pensamento liberal americano, o vanguardeiro de hoje é o retrógrado de amanhã.

Caio Amaral disse...

Não julgue o filme pelo trailer (ou pela quantidade de likes no YouTube, hehe). A intenção do filme não é a de tirar sarro do politicamente correto - apenas umas 2 piadas fazem isso. Mesmo assim, não necessariamente esse tipo de humor é subjetivo, ficará datado daqui a pouco.. Monty Python tirava sarro do politicamente correto nos anos 70 e as piadas nunca envelheceram.

Anônimo disse...

Não julguei o trailer pelos dislikes, apenas aludi a um fato, que foi noticiado na mídia. Admito que o filme seja bom, ainda que não me interesse - nunca gostei dos caça-fantasmas, do seu tipo de humor e dos efeitos especiais pesadões, não por causa do elenco. Talvez o filme tenha sido prejudicado porque não foi capaz de se desvencilhar da atmosfera altamente polarizada e ressentida da cultura americana atual, onde tudo vira guerra identitária. De certa forma, o filme favoreceu isso, ao insistir em certos estereótipos de gênero que se tornaram quase obrigatórios atualmente. Porque o personagem de Chris Hemsworth tinha de ser estúpido? A Janine de Annie Potts nunca foi estúpida, que eu saiba.

Caio Amaral disse...

Eles não tentaram com esse filme espelhar o Ghostbusters original no sentido de reprisar cada personagem, apenas com atores de outro sexo.. Aqui são personagens diferentes, com suas próprias personalidades, seus próprios tipos de humor.. Alguém ficou ofendido com o fato do Chris Hemsworth ser burro no filme? Como se isso fosse um ataque malicioso contra os homens?! Seria ridículo.. qualquer pessoa que ataca esse filme por essas questões de gênero não deve ser levada a sério..